GOVERNO AUMENTA RECURSOS PARA HABITAÇÃO POPULAR

O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, nesta quinta-feira, um aumento de R$ 5 bilhões para o orçamento de 2008 da casa própria. A maior parte, R$ 3 bilhôes, serão destinados ao financiamento da habitação popular. Outros R$ 1,45 bilhão para saneamento básico e outros R$ 550 milhões para obras de infra-estrutura urbana.

A informação foi dada pelo Secretário-Executivo do Conselho Curador, Paulo Furtado, ao destacar que, com esse aumento, o orçamento total para o próximo ano será de R$ 15,2 bilhões, contra os R$ 10,2 bilhões que tinham sido aprovados em outubro.

O governo considera habitação popular aquela destinada a a famílias com renda bruta familiar de até R$ 4.900 e valor do imóvel máximo de até R$ 130 mil, no caso do Rio de Janeiro.


- É o maior orçamento já aprovado pelo conselho curador para aplicação em habitação e saneamento. É um aumento de quase 50% sobre o total de investimentos deste ano, que foi de R$ 10,6 bilhões - afirmou Furtado. - Esse aumento á basicamente por causa do interesse dos bancos privados de captar recursos do fundo para aplicar em habitação - acrescentou.

Os recursos para financiamento de habitação popular aprovados em outubro eram de R$ 5,4 bilhões. Com os novos recursos, o total passou para R$ 8,4 bilhões. Neste ano o orçamento foi de R$ 6,4 bilhões.

O aporte fez a quantia destinada ao setor de saneamento subir de R$ 3,15 bilhões para R$ 4,6 bilhões. Para os projetos de infra-estrutura os recursos passaram de R$ 450 milhões para R$ 2 bilhões.

Além dos recursos para habitação popular de R$ 8,4 bilhões, na reunião de outubro último, o Conselho Curador também aprovou um novo programa específico para quem é cotista do fundo, no valor de R$ 1 bilhão. Esses recursos serão aplicados nas condições do Sistema Financeiro da Habitação (SFH). As condições para esse financiamento são de que o imóvel tem que ser no máximo de R$ 350 mil, não tem limitador de renda, também tem um percentual de financiamento que chega a R$ 245 mil.

Segundo Paulo Furtado, o aumento do orçamento para financiamento no próximo ano foi aprovado por unanimidade com os votos de todos os 16 conselheiros do Conselho Curador. Furtado destacou que o orçamento recorde previsto para o próximo ano se deve, principalmente, ao crescimento da economia que se refletiu na geração de empregos formais de carteira assinada. Com isso, segundo o executivo, aumentam os recursos do FGTS.

Fonte:
http://oglobo.globo.com/economia/seubolso/mat/2007/12/20/327712917.asp

 

| Veja outras notícias |



:: HOME :: QUEM SOMOS :: PRODUTOS E SERVIÇOS :: FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO :: COMO CHEGAR :: FALE CONOSCO ::
Rua Senador Dantas, nº 75 grupo 2801 - Centro - Rio de Janeiro/RJ - Tel.: (21) 2217.0017
adriano barbosa